...

...
Momento de pausa.

Thursday, May 11, 2006

Amar quem?

Amar quem?
Amar ninguém,
É esta a sina que me reserva.
É este o destino pelos deuses escrito.
Viver até ao infinito,
Neste corpo de demónio maldito.

Amar quem?Amar ninguém.
Amo sempre o além.
Quem não posso tocar.
Quem não consigo chegar.
Ando sempre de viagem,
Vivo de uma constante miragem,
Em busca de ninguém.

Mas aceito.
Eu fiz a cama em que me deito.
Eu criei o meu leito.
Um colchão de lágrimas,
Um lençol de solidão.
Enchi a almofada,
Com os rancores do meu coração.

Ainda pergunto eu,
Com a alma que supostamente morreu.
Amar quem?
Amar ninguém.
Amar a estrada em que piso,
Gritando bem alto que preciso,
Que preciso de alguém.
Para depois dizer sem medo,
Amar quem?Amar quem não me ame também.

2 comments:

Sandra said...

este é dos meus preferidos!!
Beijos da maninha

Marta said...

Mimão, concordo com a nossa sister...este é, sem dúvida, um dos meus preferidos...

Beijos